11 de out de 2017

Um covarde como eu

Com o tempo tudo passa a ser mais intenso, a personalidade, a paixao os sentimentos em geral. Você tem medo de fazer tudo, de amar novamente, creio eu que muita gente se acomoda nesse ponto, se alimentando de relações fracassadas por simples conforto e medo de seguir e desafiar novos horizontes. Eu não me excluo dessa massa, de tantos progressos em mente e quase todos refletiram em retrogresso. Comodismo é o veneno da massa, e a agulha que injeta é o medo disfarçado coberto por insegurança. Mas dessa vez eu vou de cabeça mesmo que termine com um grande traumatismo...

16 de set de 2017

Sombras ou nada

Criei uma história depois de te idealizar pra mim, e tentei realizar subindo sua montanha e não pensando em descer, o que resultou é uma longa queda e enquanto caia pensava...
Te chamei tanto para dançar, dormindo pelos cantos pensando como seria e o quanto queria cuidar de ti. No fim você não quer pertencer a uma pessoa como eu. Não chore, você parece boba, me desculpem pelo deslize no final. Não chore, eu não sou tão sábio quanto pareço.
Você disse "sonhos são sonhos, vamos esperar eu gostar de você!" Um jogo tolo que eu nunca compreendi, nunca mais... você disse, e tatuou na minha alma, você então partiu e tudo ficou negro, o resultado foi fricção da minha sombra e eu... Sombras ou nada. Permaneço pensando em como seria mesmo quando me disse "será que era eu? Estávamos felizes?" Não tente... pareça esperta, não ligue para o coração sonhador de alguém que se acha esperto. Eu sei que nos Odiamos no final...

Música da Semana: Don't Fight The Feelin - Enchantment


26 de jul de 2017

Sem Noção

Descendo pelas ruas
Seguindo pela consolação
Tudo que eu vejo lembra a gente
 Andando de mãos dadas
Atravessando a rua
Pra ver a vitrine do lado de lá
Lá vem você querendo me convencer
Fotografando a lua
Esperando o sol chegar
Lembro do beijo que você me deu de madrugada
Falando coisas suas e eu sabendo isso vai dar
Lá vem você tentado me convencer
Me faz perder a hora
A calma e o silêncio
No trânsito do meu pensamento
Me larga na avenida
Me deixa sem saída
Me deixa sem noção....do tempo


Agora

Agora que a agora é nunca 
Agora posso recuar 
Agora sinto minha tumba 
Agora o peito a retumbar 
Agora a última resposta 
Agora quartos de hospitais 
Agora abrem uma porta 
Agora não se chora mais 
Agora a chuva evapora 
Agora ainda não choveu 
Agora tenho mais memória 
Agora tenho o que foi meu 
Agora passa a paisagem 
Agora não me desperdi 
Agora compro uma passagem 
Agora ainda estou daqui 
Agora sinto muita sede 
Agora já é madrugada 
Agora diante da parede 
Agora falta uma palavra 
Agora o vento no cabelo 
Agora toda minha roupa 
Agora volta pro novelo 
Agora a língua em minha boca 
Agora meu avô já vive 
Agora meu filho nasceu 
Agora o filho que não tive 
Agora a criança sou eu 
Agora sinto um gosto doce 
Agora vejo a cor azul 
Agora a mão de quem me trouxe 
Agora é só meu corpo nu 
Agora eu nasço lá de fora 
Agora minha mãe é o ar 
Agora eu vivo na barriga 
Agora eu brigo pra voltar 
Agora...

25 de jul de 2017

Nada mais que um coração partido

No basta de parecer que la vida está bien. Ya que nos conocemos a tanto tiempo, ligándonos a un destino sin ningún por qué. Y en el fondo de mi alma siempre seguí mis deseos, formando así lo que soy y lo que he vivido. Usted no supo curar cuando te entregué mi corazón y ahora me acusa de todas las formas, como me puede cobrar, como puede no cuidar de un corazón partío. Sólo sabes lo que no digo, como si todo lo que hice y dije no vale de nada. Ahora ya más frío no tengo más para donde huir y quién va a cuidar de ese corazón partío?
¿Quién va a entender mis emociones? ¿Quién va a protegerme desde gran frío? Quien se va a alimentar de mis cariños fríos, alguien que no me abandone en cada curva equivocada, que no necesitamos más huir. Quiero curar mi corazón tan frío.

15 de jul de 2017

Musica da semana - Bryan Adams - Have You Ever Really Loved A Woman?

Essa dedico para nós.

Pra sempre... Por enquanto

Existe algo que queria te dizer...
É engraçado, você matou meu modo de viver, mas olho por aí tentando te achar e eu me lembro que estou sozinho, só um pouquinho... Observo os raios de uma roda girando lentamente e perdendo a cor de acordo com a velocidade. Nos aconteceu a mesma coisa, e você vai me achar por aí te procurando, com as cores que sobraram dentro do meu coração. Tomo café e sinto o gosto amargo, então tento ligar pra ti e não posso mais, tento ir te ver mas você não atende. Você e eu, minha falta e eu, é aqui está a maior última parte de mim pra sempre, por enquanto...
Os motoristas de Uber não param de falar, olhando o céu você vai achar alguns pedaços de mim, e eu acredito que ainda penso em você pra sempre, por enquanto...
Sua forma de amar me mudou e deixou, e fiquei olhando o passado pra não perder o futuro, porém minha impaciência e eu... 
Vamos voltar dessa vez pra São Paulo, infelizmente não vamos mais voltar para as tardes do ensino médio e nem as manhãs do pré. 
E eu continuo aqui pra sempre... Por enquanto.

Esmaecendo

Regressei em pleno voo...
como uma ave atingida por um projétil. 
Nessa queda livre esmaeço...

7 de jul de 2017

Codigo da 20

Purifique seu coração para permitir que o amor entre, pois até o mel mais doce azeda em um recipiente sujo.

3 de jul de 2017

Inside my bed

Hoje o dia não amanheceu, ainda está escuro onde não poderia. Em uma busca por uma parte da minha alma acabei trazendo algo que não devia. Ser uma marionete dos meus desejos depois de tanto tempo... Sinta-se a vontade pra sentar no meu trono pois eu já renunciei aos meus fardos, novamente. Minha cabeça está tão pesada e meu pescoço não aguenta, mas isso só durará até o som da guilhotina rangir. Eu nunca tentarei de novo, eu amo por você, por você amor. Na última noite abri mão das terras, minha última olhada na casa. Você deveria saber, que a paixão só machuca quem realmente ama. Eu nunca estarei em uma hora feliz em volta de você.
Nesse instante escutei o click.

29 de jun de 2017

Das palavras que nunca ouvi

Declaro se para você o que ninguém nunca foi, o que ninguém também nunca ousou ser pra mim. Declaro mudar completamente o que precisa ser mudado, aceitando cada momento e espaço no seu peito. Prometendo ser o autor de cada orgasmo inusitado. Estando do seu lado perpetuamente para o bem e mau, sendo cúmplice de cada brincadeira boba e de cada momento sério. Ser rei e rainha, tentando ser sempre o seu tudo e evitando ser comparado novamente com o nada. Declaro também dividir a narração da nossa história. Me comprometo a comemorar a cada vitória independente das partes, me comprometendo também a estar nos momentos difíceis e ser seu ombro nos momentos de lágrimas, e logo após a secar. Nos momentos íntimos te agarrar em cada olhada desconfiada e provar na cama o quanto você é única na minha vida. Me comprometo a acordar do seu lado e também colocar o lixo pra fora quando pedir. Declaro também te repreender quando estiver errada, pois nem tudo é flores e sabemos disso. Prometo também a ir te ver quando estiver triste, atravessando qualquer barreira para te colocar um sorriso, tirar fotos dos nossos momentos. Mas tudo isso só falar sentido se você também for o mesmo para mim, de igual para igual.

28 de jun de 2017

Xadrez

Você sendo luz espreita nas sombras,
Eu sendo trevas me entrego no centro da cintilância.

27 de jun de 2017

Perante Homens e Deuses

Em uma tarde ensolarada, dicas de uma velha loba me acalma os nervos, eu que estava tão irritado por não cativar. Estava buscando por horas ser amado e desejado, hoje sexo tem em monte no momento, como uma mesa de jantar em um palácio, até parecendo que o prato principal sou eu. Minhas atitudes e palavras já não me levam a nenhum lugar. Me recuso a provar cada deleite, mesmo faminto, desse carnaval já não participo. Talvez equivocado com a busca por, amor e Harmonia, bem... Quais desejos saciar? Corpos vazios, quentes e pulsantes por alguns minutos de preenchimento. Eu sou maior que isso,   me saciar com gente sem ética e fácil é deprimente para minha forma de amar. Gosto de entrar pela porta da frente trazendo flores e um sorriso, encher a cama com com vibrações positivas, encher alguém de reciprocidade, ser completo, se entregar por completo, ascender a outra dimensão. Me perder nos espasmos, no calor do seu corpo e poder acariciar seu rosto no final de cada tesão. Que divindade pode me oferecer tal recepção? Pois de sujeira banal já basta meu passado carnal. E de tanta intensidade te afetarei outra vez...

25 de jun de 2017

Escrevendo meus novos mandamentos

Reparei de forma diferente, de forma surpreendente tive o prazer de saber o que é se apaixonar tão intensamente mais uma vez, de voltar a ver coisas tão simples em formas complexas, apesar da tempestade em mim, aquela calma no olhar, a sensação de ter algum proposito. O que me tira do eixo padrão, que me faz descer o escalão profundamente escuro de onde habitava, onde fui iluminado e chamado para entrar em ação de novo, por que o amor tem dessas coisas e a paixão... bom ela complica, entretanto é bem por ai que começa.
Pela manhã sentia seu descanso ao som de Jorge Aragão, que lentamente tecia as palavras que que queria te dizer tão docemente, um doce que nunca mais vi em mim e em nenhuma atitude da minha pessoa. A condição agora depois de colocar as cartas na mesa é se acalmar. Ao som de "Purple Rain" pude entender a bagunça romântica que agora existe, como se essa melodia doce pudesse dar forma aos meus desejos e intenções, melodia docemente intensa, uma voz forte parecendo representar os desejos, e cada acorde do solo um orgasmo diferente. agora mais maduro posso dizer, talvez esteja próximo de encontrar uma coisa que sempre procurei. O destino é engraçado, eu me sinto tão diferente tão renascido, agora eu espero você com minhas palavras tortas, que mal posso ver suas imagens, apenas seus sorrisos em fotos já fazem tudo  encher de cor. Preciso parar de dar tons e cores e ajustar de vez uma forma. Um final feliz pra toda essa lamuria emocional...
Precisei renascer em mim...

20 de jun de 2017

Tudo mudar

Nesse ponto de desolação, uma imagem se faz verdade. Procurando durante vários anos, no passado distante uma mulher charmosa, hoje a noite eu não saio sem você.
Em suas mãos como um zumbi me coloquei de forma incondicional, pois eu nunca me dei bem em pilotar meu coração. Dessa vez quero calma, e tranquilidade coisa que nunca soube ser. Em cada manhã procurando suas palavras de forma atenta me calo, pois é aqui que Estaciono.
Me pergunto quem modelou seu rosto, toda vez que reparo nesse sorriso que possui uma luz diferente, um olhar que esconde sombras e desejos, um ser que pode se comparar a inúmeras divindades. E por falar em divindade no balanço desse equilíbrio me pergunto... Sou um anjo caído ou um demônio erguido.

15 de jun de 2017

Purgatório Pessoal

No fim das contas a maior piada sou eu, ainda mais quando me jogo de cabeça pra me redimir comigo mesmo. Não é mais um enigma remoto, nem um mistério de fim de tarde sob uma tarde olhando o horizonte de Santana de Parnaíba. A minha solidez partia de mim mesmo e ainda parte. Incapaz de amar qualquer alguém enquanto não me redimir comigo e me reencontrar. Das inúmeras e recentes tardes vazias seriam completadas com o que? E a verdade é que não me contento com nada. Um simples motivo pra mim agora é motivo para jogar tudo pro alto, e não sei quando me tornei assim. Me sinto vazio, porém tranquilo, não aguentava mais arrastar insegurança e preocupação pra todo o canto. E desse jeito vou acertando minhas contas com o universo. Agora me Redimindo pagando as contas das mentiras, traições e por incrível que pareça das omissões também. Não me contento de forma alguma com a pessoa que me tornei. E por isso me recluso até renascer das cinzas de uma forma mais madura, completa, convicta, forte e acima de tudo mais amável e aceitável. Vou passando devagar por esse caminho estreito, peregrinando pela última vez pelo que já se foi.

14 de jun de 2017

Retrogresso

Talvez nesses dias frios quem sabe volto a sentir aquela aflição, a sensação da escolha errada. Já faz tanto tempo que agora detesto. Quem sabe deixei todo esse rastro dos meus erros e venenos para alguém vir me curar. Me sinto tão vazio e tão incompleto e já não sei explicar. Não me sobrou mais nada, não me sobrou nem um pouco de calor. O sol esfriou, e atento aos braços quentes me perdi, errei e é aqui que eu estaciono. Nesse canto vazio, é como se tivesse voltado às tardes frias de 2012, como se o tempo tivesse voltado, agora estou mais velho, cansado e cicatrizado. Não diria que fiz algo certo, alguns erros se repetem até acertarmos a escolha. Já não vejo mais saída pra esse problema. Talvez aquela luz clara, mas estou cansado e demasiado impaciente para investir em qualquer coisa. É... Acho que gastei muita energia pra chegar a lugar algum.

12 de mai de 2017

Anno Domini

Decidi vir pra esse lugar deserto, estou sentado aqui já tem alguns dias, o que estou esperando eu não posso afirmar. Estou enxergando as entrelinhas do passado e futuro com uma dor aguda na cabeça, e tenho ampla visão da minha linha do tempo, as vezes magnífica e as vezes ridícula, tentando colocar uma balança e umas coisas e dar sentido a outro.
Me afastei do mundo, arranquei a minha casca e abandonei velhas ideologias. Se fiquei mais sábio... Talvez. Mas eu precisava sair de cena para respirar, eu procuro algo que eu não tenho, um sentimento? Um motivo? Eu não sei. Algumas coisas e pessoas já não me cabem mais, as pessoas podem ser um incômodo quando não compreendem as mudanças. Eu precisava evoluir, eu preciso me fechar para balanço.
A dor aguda ainda me incomoda, tenho dedo podre para decepções. Uma alma solitária?... Eu ainda não sei responder isso, ou talvez seja meu ego me negando a resposta. Agora tudo é breu, estou só no breu, eu, o silêncio, a visão da vida e minha dor de cabeça aguda, eu não sinto mais sono. Até eu mesmo não ando me reconhecendo, parece que tenho 16 outra vez. Buscando uma satisfação, querer fazer parte de alguma coisa, fazer parte de alguém que não me destrua. Um homem quer é ser cuidado por uma mulher, e vejo isso daqui também os erros e o peso. No fundo eu não sei se fico ou se vou. Se continuo ou volto. Quando eu pensei que sabia o que era amor, algo me lembra que eu nem sei direito o que é isso, é a minha estaca zero de novo, acho que algumas coisas da pra recomeçar, já outras só me basta sepultar. Que o amor esteja convosco.
Pois ele está no meio de nós...

8 de mai de 2017

Música da semana: Legião Urbana - Natália


Tão longe da onde estava determinado a ir

Algumas respostas encontramos somente quando as superficiais acabam. Talvez você só se conheça quando aprende a se detestar, quando sente que começou a conversar consigo mesmo, quando aprende a desmascarar seus sentimentos e vontades mais obscuras. Nessa hora que você aprende quem realmente é. Um lado concorda e outro não. Derrubamos-nos sozinhos, e aquele seu lado malzinho continua em pé te encarando enquanto você esta derrubado no chão. O mal vence, vence dentro de mim, de você, e em inúmeros lugares de inúmeras formas, veja a sociedade em que vivemos. O mal vence dentro de mim para poder cair, como um ciclo sem fim. Uma troca dolorida de decisões. Chame de vida, purgatório, céu ou inferno, embora cada um tenha seu modo de chamar ou ate não compreenda muito bem este ciclo.

8 de abr de 2017

26%

Vinte e seis porcento de solidão, nenhuma palavra a mais, nem de fúria, nem de sarcasmo. Acho que no fim das contas deus te proteja de amar alguém, e que a vida trate de te deixar só. Todo mundo todos os dias, cada vez mais 26% mais só.

23 de fev de 2017

Segurar uma noite as seis da manhã

Desculpe mas isso é tudo que pode fazer.
De toda forma permaneço, minhas palavras já não farão sentido.
Eu te perdôo por todo o mal que fizemos um ao outro. Algumas coisas são difíceis de surgir.
Hoje a noite eu posso dizer eu não tenho medo, no momento certo você será minha.
A porta eu sempre deixo aberta, mas algumas coisas não vêm facilmente...

Isso é amor?

Eu não posso sentir uma amor mais forte  a cada dia, mesmo assim não posso esperar pra te ver. Será um pouco de amor, por isso me seguro tanto...
Sinto falta do beijo da lua, mais uma quinta distante daquela.

10 de fev de 2017

Música da semana - Fogo (Capital Inicial)



Que paz?

Guardo minhas armas da alma
Vezes mostro minha face em um grito de horror
Vendo minha vida passar
Minhas armações

Beirando as mil e uma noites
Corpos que jogo aos montes
Com força fojro minha despreocupação
Assistindo ao fim e assistindo a mim

Qual o seu caso, qual a tua flor?
Qual seu amor e qual seu ardor
Se algum sou eu, meu bem
Eu estou
Só... vem!

Apocalipse Pessoal

Miguel e Lúcifer começaram uma batalha imensa dentro da minha mente, buscando o domínio deste pequeno mundo. Talvez isso explique meu mau humor involuntário e meu bom humor instável.
Te detesto, mas ainda amo você.

Latex

Em uma noite vazia os prejuízos são enormes.
Em confortáveis risos e em olhares maldosos.
Amizade e algo estranho e intimidade se torna uma variável ridicula.
Eu não faço parte daqui e não desejo esses olhares.
Não faço parte dessa ceita então me recluso, gastando o tempo separado que é logo perdido.
Tento e insisto mas meu lugar mesmo e meio sozinho no meu trono com a minha rainha.
Lá bem longe de indiferenças e afins mundanos, sou uma alcatéia de um homem só.

Somente minha família, meu espaço e apenas o que considero meu.

Quando...

Quando ela me disse as maldades que seu pai havia investido
Pensei que tinha à conquistado
Pensei vivo dentro do quarto em pleno fingimento.

Ela me disse que já fazia tempo que não sorria,
meados de seu nascimento, Em um, nove, nove e Cinco
Quando eu disse tchau sombras se formaram

Em seu olhar e ela me pergunta se eu volto amanha
E eu disse nem todos voltam querida

Ela me perguntou se pretendia sentir amor por ela
Eu disse olhando em seus olhos
Que um amor talvez surja pela janela

Quando eu disse ate amanha
Em outro dia seu corpo fora encontrado

Quando ela me disse eu nem reparei, mas era o amor que ardia.
Em seu peito a dor que roía.
Quando eu disse adeus

Um Passeio a Joyland

               Sempre tem algum tolo de coração partido. No entanto, essa primeira magoa é sempre a mais dolorosa, a que demora mais pra cicatrizar e a que deixa a cicatriz mais visível.
Eu era um virgem de vinte e um anos com aspirações literárias. Tinha três Calças jeans, quatro cuecas, um Ford velho (com um radio bom), pensamentos suicidas eventuais e um coração partido.
O dinheiro não era grande coisa, mas o fato de podermos ficar juntos era indescritível.
“Acho que vai ser bom ficarmos um tempo separados!” essa é uma frase que costuma ser prenuncio de morte.
O que sei agora é que jovens cavalheiros raramente conseguem uma boceta. Pode bordar essa frase e pendurar na cozinha...

Valor

“Já passou, já passou, quem sabe outro dia... Antes eu sonhava agora já não durmo, quando foi que competimos pela primeira vez?”

O que dizer desta situação que me deixou aqui?
O que dizer de mim ao que ficou aqui...
Eu vou pra casa devagar como uma plena oração
Compassos pesados como uma pena em decomposição
O espaço curto entre a aproximação finita de duas bocas apaixonadas
Eu vou hoje pra casa com a mente e sem o corpo,
Vale de algo? Valerei?
Tropeçando em passos largos mesmo sem pernas se apresentando ao destino com passos confusos.
Valei-me?
Antes de ontem subi em uma arvore e olhei o horizonte.
Ontem fiquei na beira da praia olhando o horizonte.
Hoje o horizonte quer outro abraço apertado.
O que eu valerei amanha?
Sou um prostituto do querer, queres e me tenha, Mas não me queira.

Afinal o que eu tenho que tenha algum sentido ou valor?

Percebo em ti

Te fito por inteira enquanto você deitada me encara, o branco dos seus olhos grandes com aquele doce caramelo ao centro. Deitada toda nua da cintura pra cima com esse olhar profundo me envolvendo, seus lábios grandes se lubrificam e você me olha com mais desejo.  Lentamente me aproximo, te mordo o lábio inferior, coloco a mão em teu rosto mulato, intensifico você em um beijo apaixonado, aperto seu corpo no meu e sinto você relaxar, sua cintura cola na minha, com um leve mexer no pescoço te domino aperto seu corpo no meu, minhas mãos procurando suas costas. Meu corpo penetrando no teu, e você me olha com olhares de promessas, promessas que eu jurei nunca mais fazer.

Bunshin

- é uma historia antiga. Já não ligo muito pra ela. – eu dei um suspiro. – Na verdade não, só sinto falta do que ela era ou fingia ser.
Mas agora tinha entendido que não era de mim que ela gostava. Estava desesperada e sofrendo de ciúme de outra pessoa, de quem eu era um mero e pálido substituto.

9 de fev de 2017

Destacadamente funcional

Por mais que tenha demorado as respostas, nunca quis dizer que deixei de escrever. O alarme soou e involuntariamente você entrou no meu pensamento, como a água da chuva que entra por uma rachadura e criando uma leve goteira, molhando assim os planos que distraidamente rasgaria. Eu sou o sono, hoje eu sou a gordura do magro, sou sedentarismo do atleta, eu sou o que não queria me tornar, e agora me resta transformar o suco de volta em fruta.
Se o amor é plasma do seu ainda sofro com a AVC.

31 de jan de 2017

Nao me venha com esse papo

O amor não é o fogo que arde sem se ver.
Não é ferida que dói e não se sente.
Para com isso tudo... o amor não é um elemento e também não é um sentimento. Assim como a felicidade o amor é um estado de espírito. Posso amar você, posso amar quem eu quiser.
O amor, o plasma da alma, as vezes fino as vezes coagulado, tudo depende de uma variável instável codinome você.