25 de set de 2014

Então me diga agora

Me mata não saber isto, mas eu já fiz de tudo, menos esquecer a cor dos olhos dela e as suas cicatrizes e como as conseguiu. Quando os sinais claros de velhice aparecem, uma única lágrima cai pelo vale de um rosto envelhecido que este mundo esqueceu.
Não há reconciliamento que irá me botar no lugar e não há tempo como o presente para beber estes segundos que escoam, mas raramente estas palavras soam como verdade, quando eu constantemente falho com você como paredes que nós não podemos atravessar antes de nós desaparecermos. Então me diga agora, se isto não é amor, então como sairemos dessa? porque eu não sei.
Foi aí que ela me disse "Eu não te odeio, cara eu apenas quero salvar você, enquanto ainda resta alguma coisa para salvar" Foi aí que eu disse a ela "Eu te amo garota" Mas eu não sou as respostas para as perguntas que você ainda tem
Mas o dia continuou como pesos esmagadores pois ele não espera nenhum homem, como memórias de dias que morreram, que nos atordoam como furacões banhados em chamas nós seguramos a espada desenrolando os dedos em suas mãos, pressionamos na carne feito areia.
Agora você entende?