20 de jun de 2014

Do mano Sem mano

Já faz tanto tempo, Quase me perdi
Mas nesse momento, Quero me redimir
Tive no relento, Coisas aprendi

Fui, mas eu lamento, E hoje volto aqui
Casa de pássaro é vento, Passarinho eu voei
Asa de gente é quem manda, eu voltei

Onde está a gente, Que ainda não vi
Chame minha gente, Pra perto de mim

Para um grande abraço, Pra dançar, sorrir
Para desfazer o engano Que eu cometi


Danilo. M