20 de jun de 2017

Tudo mudar

Nesse ponto de desolação, uma imagem se faz verdade. Procurando durante vários anos, no passado distante uma mulher charmosa, hoje a noite eu não saio sem você.
Em suas mãos como um zumbi me coloquei de forma incondicional, pois eu nunca me dei bem em pilotar meu coração. Dessa vez quero calma, e tranquilidade coisa que nunca soube ser. Em cada manhã procurando suas palavras de forma atenta me calo, pois é aqui que Estaciono.
Me pergunto quem modelou seu rosto, toda vez que reparo nesse sorriso que possui uma luz diferente, um olhar que esconde sombras e desejos, um ser que pode se comparar a inúmeras divindades. E por falar em divindade no balanço desse equilíbrio me pergunto... Sou um anjo caído ou um demônio erguido.