8 de mai de 2017

Tão longe da onde estava determinado a ir

Algumas respostas encontramos somente quando as superficiais acabam. Talvez você só se conheça quando aprende a se detestar, quando sente que começou a conversar consigo mesmo, quando aprende a desmascarar seus sentimentos e vontades mais obscuras. Nessa hora que você aprende quem realmente é. Um lado concorda e outro não. Derrubamos-nos sozinhos, e aquele seu lado malzinho continua em pé te encarando enquanto você esta derrubado no chão. O mal vence, vence dentro de mim, de você, e em inúmeros lugares de inúmeras formas, veja a sociedade em que vivemos. O mal vence dentro de mim para poder cair, como um ciclo sem fim. Uma troca dolorida de decisões. Chame de vida, purgatório, céu ou inferno, embora cada um tenha seu modo de chamar ou ate não compreenda muito bem este ciclo.

Nos dizem para esquecer o passado, quem por favor pode me dizer como podemos esquecer o passado, lembranças boas e ruins o passado é o nosso ponto de comparação e diferente do futuro podemos usa-lo como referencia pra algo, então diga como esqueceremos o passado? O passado e seus infernos, o passado e seus céus. As pessoas são mesquinhas em dizer para esquecer ou apagar o passado.
Me afastei de tudo há um tempo atrás, deixei de andar com pessoas ou tentar insistir em gente sem sentido, afinal qual a importância de uma pessoa em sua vida. Qual a importância de inúmeras coisas, me sinto um monge recluso por vezes, mas eu estou longe de parecer um. Eu sinto raiva muita raiva e não sei explicar bem por que. Me recluso dentro de mim.

Tento por vezes achar outros motivos novos amores, mas a raiva cresce. Eu sinto falta de muitas coisas, muitas pessoas e como elas eram, de como as amizades eram e de como as coisas mudaram. Novas amizades surgiram, amizades e Hobbies bem diferentes e mais maduras. Talvez a raiva se alimente desse sentimento, dessa mudança brusca em mim e dessas desconexões que perderam o sentido. Acabei me tornando detestável, sorrio bem menos, agrado bem menos e confio infinitamente menos o que dessa parte acho fundamental. Me sinto traído e abandonado, afinal dentre tantas deixas quem também nunca foi deixado. As coisas começam a murchar assim, amores, amigos, relacionamentos e flores.
A sinceridade um dia bateu de frente em palavras de fúria, fingimos não nos abalar por isso, essa e uma mentira de quem diz ser forte. Não adianta não se abalar aparentemente e não se deixar expressar ou murchar o sorriso seco, abalam e te trincam por dentro, por horas rapidamente e por outras bem devagar. Se alguém gosta ou não de nós não ligamos, mas isso também é mentira é claro que nos importamos com isso e ate podemos negar demonstrar, só que lá no fundo e as vezes nem tão fundo assim,  nos perguntamos por que?
Não sou do tipo de pessoa simpática, não espere me ver sorrindo pra sua casa, não espere de mim um até mais ou um bom dia, eu discordo que isso seja falta de educação, me contento com apenas um balanço de cabeça como saudação, e se me parar e cumprimentar eu não vou te xingar, eu não estou bravo e também não estou infeliz, meu sorriso vale mais que essa falsidade, sorrisos se arrancam não se entregam ou se esbanjam, particularmente não confio em gente assim. Apesar disso eu não sou uma pessoa seria e estou bem longe disso. Algumas pessoas só de me olhar me detestam, mas eu acho ate bom. Minhas grandes amizades nascem ai, de pessoas que eu detesto e elas me detestam também, eu acho que ao contrario do amor a primeira vista é muito mais funcional o “te detestei a primeira vista, mas hoje eu gosto de você, eu amo você”. Eu amo os meus amigos, eu amo quem ficou eu amo quem vier no futuro, mas não espere que eu diga isso. Eu chingo, sou cético, sou ignorante, antipático e adoro ter atitudes extremas, mas mesmo sendo assim sinto que amo muito mais do que os outros.
Saber que ama com intensidade deixa buracos se não correspondidos, todos nós de aries e não só nós amamos provar nosso amor, mas e quando não somos correspondidos devidamente...
Ser bem frio parece que é um habito muito constante das mulheres, e acho que tenho um pouco disso também, eu não gosto como me comporto quando estou em fúria, afinal quem gosta? Porem eu gosto dos problemas e intrigas causadas, talvez uma das minhas maiores mudanças seja essa queda pela discórdia. Acho que esqueci como se vive sem o caos em algum campo da vida. E tem a raiva que não passa, e o pavio curto, acho que é de família.
Sinto realmente falta de muita coisa, e de muitos aspectos meus. E não me digam para esquecer o passado, como as coisas eram, como as pessoas eram e como eu era também. É impossível pelo menos ate o Alzheimer. Foram muitas tardes boas e ensolaradas, com diversas mentes e diversas gentes, muito trabalho duro par nada, muita entrega pra pouco retorno, quantas gentes feri, quantos erros repeti, quanta gente se foi, e a maior das perguntas... quem sobrou? Nem eu sobrei nessa, são tantos impactos entre céu e inferno que chamamos arrogantemente essa deformidade, esse processo ridículo de maturidade. Insistimos em confundir maturidade com idade, diploma com sabedoria, esperteza com inteligência, inteligência com conhecimento, esperteza com conhecimento.
Uma das coisas que não faz sentido algum pra mim é o feminismo moderno, é a coisa mais absurda que já vi, mulheres se diminuindo para poder parecer maiores que os homens, quer lutar por direitos iguais deem um nome foca no nisso tipo “igualistas” sem machismo e feminismo, sem essa baboseira, somente o igualismo. Por vezes fui chamado de machista, mas eu te pergunto você me conhece sabe da minha historia, sabe como trato minhas companheiras? Não.
Também não entendo os homossexuais modernos também, vocês também não querem igualdade? Porque fazem farra nos protestos desrespeitando as famílias e religiões, sinto muito mais vocês não são especiais, vocês são iguais a todo mundo isso serve para as feministas também. Vocês diminuem vocês mesmos para tentarem serem tratados como “iguais” porém vocês não entendem que boa parte disso vocês conseguiram. Dessa forma que ruma vocês só vão de diferenciar mais e mais, se afastar mais e mais. Sei que nem todos concordam, nem todos participam, mas vocês lembram que eu disse que não ligo?
No fim vemos que eu acabei desabafando o que era a minha meta, afinal todos precisam. Eu só não entendo porque não me desabafo com ninguém, só com o teclado ou um papel.