23 de fev de 2017

Segurar uma noite as seis da manhã

Desculpe mas isso é tudo que pode fazer.
De toda forma permaneço, minhas palavras já não farão sentido.
Eu te perdôo por todo o mal que fizemos um ao outro. Algumas coisas são difíceis de surgir.
Hoje a noite eu posso dizer eu não tenho medo, no momento certo você será minha.
A porta eu sempre deixo aberta, mas algumas coisas não vêm facilmente...

Isso é amor?

Eu não posso sentir uma amor mais forte  a cada dia, mesmo assim não posso esperar pra te ver. Será um pouco de amor, por isso me seguro tanto...
Sinto falta do beijo da lua, mais uma quinta distante daquela.

10 de fev de 2017

Música da semana - Fogo (Capital Inicial)



Que paz?

Guardo minhas armas da alma
Vezes mostro minha face em um grito de horror
Vendo minha vida passar
Minhas armações

Beirando as mil e uma noites
Corpos que jogo aos montes
Com força fojro minha despreocupação
Assistindo ao fim e assistindo a mim

Qual o seu caso, qual a tua flor?
Qual seu amor e qual seu ardor
Se algum sou eu, meu bem
Eu estou
Só... vem!

Apocalipse Pessoal

Miguel e Lúcifer começaram uma batalha imensa dentro da minha mente, buscando o domínio deste pequeno mundo. Talvez isso explique meu mau humor involuntário e meu bom humor instável.
Te detesto, mas ainda amo você.

Latex

Em uma noite vazia os prejuízos são enormes.
Em confortáveis risos e em olhares maldosos.
Amizade e algo estranho e intimidade se torna uma variável ridicula.
Eu não faço parte daqui e não desejo esses olhares.
Não faço parte dessa ceita então me recluso, gastando o tempo separado que é logo perdido.
Tento e insisto mas meu lugar mesmo e meio sozinho no meu trono com a minha rainha.
Lá bem longe de indiferenças e afins mundanos, sou uma alcatéia de um homem só.

Somente minha família, meu espaço e apenas o que considero meu.

Quando...

Quando ela me disse as maldades que seu pai havia investido
Pensei que tinha à conquistado
Pensei vivo dentro do quarto em pleno fingimento.

Ela me disse que já fazia tempo que não sorria,
meados de seu nascimento, Em um, nove, nove e Cinco
Quando eu disse tchau sombras se formaram

Em seu olhar e ela me pergunta se eu volto amanha
E eu disse nem todos voltam querida

Ela me perguntou se pretendia sentir amor por ela
Eu disse olhando em seus olhos
Que um amor talvez surja pela janela

Quando eu disse ate amanha
Em outro dia seu corpo fora encontrado

Quando ela me disse eu nem reparei, mas era o amor que ardia.
Em seu peito a dor que roía.
Quando eu disse adeus

Um Passeio a Joyland

               Sempre tem algum tolo de coração partido. No entanto, essa primeira magoa é sempre a mais dolorosa, a que demora mais pra cicatrizar e a que deixa a cicatriz mais visível.
Eu era um virgem de vinte e um anos com aspirações literárias. Tinha três Calças jeans, quatro cuecas, um Ford velho (com um radio bom), pensamentos suicidas eventuais e um coração partido.
O dinheiro não era grande coisa, mas o fato de podermos ficar juntos era indescritível.
“Acho que vai ser bom ficarmos um tempo separados!” essa é uma frase que costuma ser prenuncio de morte.
O que sei agora é que jovens cavalheiros raramente conseguem uma boceta. Pode bordar essa frase e pendurar na cozinha...

Valor

“Já passou, já passou, quem sabe outro dia... Antes eu sonhava agora já não durmo, quando foi que competimos pela primeira vez?”

O que dizer desta situação que me deixou aqui?
O que dizer de mim ao que ficou aqui...
Eu vou pra casa devagar como uma plena oração
Compassos pesados como uma pena em decomposição
O espaço curto entre a aproximação finita de duas bocas apaixonadas
Eu vou hoje pra casa com a mente e sem o corpo,
Vale de algo? Valerei?
Tropeçando em passos largos mesmo sem pernas se apresentando ao destino com passos confusos.
Valei-me?
Antes de ontem subi em uma arvore e olhei o horizonte.
Ontem fiquei na beira da praia olhando o horizonte.
Hoje o horizonte quer outro abraço apertado.
O que eu valerei amanha?
Sou um prostituto do querer, queres e me tenha, Mas não me queira.

Afinal o que eu tenho que tenha algum sentido ou valor?

Percebo em ti

Te fito por inteira enquanto você deitada me encara, o branco dos seus olhos grandes com aquele doce caramelo ao centro. Deitada toda nua da cintura pra cima com esse olhar profundo me envolvendo, seus lábios grandes se lubrificam e você me olha com mais desejo.  Lentamente me aproximo, te mordo o lábio inferior, coloco a mão em teu rosto mulato, intensifico você em um beijo apaixonado, aperto seu corpo no meu e sinto você relaxar, sua cintura cola na minha, com um leve mexer no pescoço te domino aperto seu corpo no meu, minhas mãos procurando suas costas. Meu corpo penetrando no teu, e você me olha com olhares de promessas, promessas que eu jurei nunca mais fazer.

Bunshin

- é uma historia antiga. Já não ligo muito pra ela. – eu dei um suspiro. – Na verdade não, só sinto falta do que ela era ou fingia ser.
Mas agora tinha entendido que não era de mim que ela gostava. Estava desesperada e sofrendo de ciúme de outra pessoa, de quem eu era um mero e pálido substituto.

9 de fev de 2017

Destacadamente funcional

Por mais que tenha demorado as respostas, nunca quis dizer que deixei de escrever. O alarme soou e involuntariamente você entrou no meu pensamento, como a água da chuva que entra por uma rachadura e criando uma leve goteira, molhando assim os planos que distraidamente rasgaria. Eu sou o sono, hoje eu sou a gordura do magro, sou sedentarismo do atleta, eu sou o que não queria me tornar, e agora me resta transformar o suco de volta em fruta.
Se o amor é plasma do seu ainda sofro com a AVC.