22 de jul de 2016

Perdoar alguém tomando chá de camomila

Enfim falarei de você por aqui, eu vou. Eu poderia fazer uma musica, porem não sou tão bom para falar de sentimentos em musicas, o que faço é mais próximo de tentar botar na base do grito algo na mente de quem se recusa a entender nada e que simplesmente acha legal a melodia, coisas que acho que nem entendem e fazem tudo inconscientemente. É claro, isso é apenas o que acredito. Enfim, acho que nem aquilo faço bem, esses dias de trevas por que tem me aparecido tanto? Suas confusões e as minhas se alinham quase que astronomicamente, amiga tenho medo disso e também tenho ate receio de escrever sobre mim ultimamente, imagina só o problema que esse texto vai me dar, não posso mais falar de mim e acho que isso é uma das confusões que você e tende muito bem...
Deixa eu te contar, agora te guardo em um lugar bem mais que especial. por horas tu és minha amiga mas quero-te companheira, sabemos a encrenca de tudo, eu te espero enquanto mexe a cadeira e não demora a me tirar da minha e me levar a uma dança por que "minha" é o pronome que quero te dar muito em breve.
Não vamos falar de amor, muito menos de paixão, deus que me livre, vamos adotar um gostar lentamente e um novo amar por que nesses tempos onde nós nos encontramos o novo é uma saída mais que plausível para minha pessoa, e quem sabe a sua.

.