28 de dez de 2016

Música da semana "The Smiths - back to the old house"


"Back To The Old House"

I would rather not go
back to the old house
I would rather not go
back to the old house
there's too many
bad memories
too many memories

When you cycled by
here began all my dreams
the saddest thing I've ever seen
and you never knew
how much I really liked you
because I never even told you
oh, but I meant to

Are you still there?
or have you moved away?
or have you moved away?

I would love to go
back to the old house
but I never will
I never will
I never will
I never will

Noites escuras e lembranças vagas de um vagabundo juvenil

Em um resquício de noite, um contato há muito guardado me inspirou a voltar aqui e escrever talvez um dos textos mais pessoais que já escrevi. Mesmo tendo enjoado de começar meus texticulos sempre com uma preposição, retorno para lembram onde algumas coisas começaram voltando para o começo de 2012. aquela época onde um escrito começou a despontar da minha mente, mesmo escrevendo muito errado (algo que não corrigi muito bem ate hoje). aquela época onde colocava data em tudo. 
Em homenagem ao garoto que eu era há anos atras. 
28/12/2016  00:02

14 de out de 2016

Corações e Mentes (zona morta)

Caro Coração
Não foi tão difícil encontra-lo... Talvez me arrisque a deixá-lo sentido, dizendo as coisas assim tão claramente. Não consegui tirar isso da cabeça, de modo que mandei que seguissem a sua pista, conforme você diz em sua carta. E pelos mesmos motivos, não posso deixá-lo em paz, conforme você pediu. Assim, você está livre e desembaraçado quanto a isso, isso eu pude fazer e fiz... e com grande prazer, posso acrescentar.
Em volta de alguns dos seus recortes havia as suas anotações, seus esforços dolorosos para endireitar as coisas da sua parte, de uma vez por todas. “O problema é até que ponto dever ser difíceis as providências a tomar? Eu poderia ter alterado o resultado? Quais teriam sido as consequências dessas escolhas pra mim?”.
Você protesta dizendo que não pode aceitar. Eu digo que pode e deve. Eu segui sua pista, e se você sair daí vou segui-lo até o Japão, me considero mais como um Cão do céu. Lembro daquele dia que você me disse para não o sacrificar, eu quase o fiz.
Eu dizendo com toda a virtude dos totalmente burros: ‘não faço isso, não me peça'. Bem, eu podia ter feito alguma coisa. É isso que me atormenta. Portanto acredite quando digo que não quero persegui-lo: na verdade estou ocupado demais perseguindo a mim mesmo, para poder querer perder esse tempo. Acho que passarei ainda alguns anos fazendo isso. Estou pagando por me recusar a acreditar em qualquer coisa que eu não possa tocar com os meus cinco sentidos.
Outras vezes parece que aquela época está pertinho, que ate posso tocar, que, se eu pudesse te abraçar ou tocar no seu rosto ou na sua nuca, eu a levaria comigo para um futuro diferente, sem dor, trevas ou escolhas amargas. Bem... nós todos fazemos o que podemos, e tem que ser bastante bom... E se não for bastante bom, tem que servir. “Nada jamais se perde. Nada que não se possa encontrar”.
Sinto muito que você tenha achado necessário partir com tanta pressa, mas acho que entendo. Nós todos esperamos te ver em breve.


Lembranças... Cérebro



19 de set de 2016

Mais coisas sem sentido de um sentimento acabado


Antes gostava mais da minha escrita. Eu sofria de amor, eu era ferido e hoje eu é quem seguro a espada, talvez isso tenha me desacelerado, tenha amarrado minhas mãos, pois quando eu sentia de verdade era todo dia alguns versos. 
Por que me engano? E crio ligações inexistentes por que finjo amar sendo que o peito pede mais. Bom pelo menos quando eu sofria eu gostava mais de mim, era tão mais inteiro e menos complexo eu a caneta e coração partido, e agora o que faco com todo esse carinho toda essa sensação falsa. E melhor sofrer completo do que fingir um coração completo. Nunca senti tanta do de mim e saudade do que eu era. E em um belo dia ela sorriu e me largou, eu nem sei mais seu telefone, e desse sonho também acordei. Ainda estou parado no mesmo lugar onde me deixei.

Hoje eu quero, apenas.

Por hora ando bem, há algumas horas tomei algumas garrafas havia um tempo muito bom desde que fiquei realmente embriagado. O fogo ainda não passou, porem nunca me senti tão sóbrio, me sinto firme e depois de uma boa conversa tomo rédia para tirar de mim esse looping temporal, essa brecha de 700 dias que andei em círculos. Meus olhos pesam e me sinto inteiro, respirando de novo. Agradeço pela conversa daquela que também sumiu por um tempo e me botou no trilho, por horas no trilho do sucesso ou no trilho do desfiladeiro. Agora meu estomago ferve e meus olhos pesam, por hora o coração bate firme sem sangrar e a mente se compreende sem aquecimento, a respiração é mais viva e a vontade mais certa. É hora de continuar, é hora de ajustar as virgulas e inserir pontos finais, essa obra precisa acabar assim como esse textinho de passagem que vai acabando devagarinho.

Existe algo horrível de errado

Eu leio suas provas, suas prosas e sinto, sinto sua fragrância. Cada esquina errada me deixa mais longe de poder voltar.
Tudo se resume a mim sempre, da minha janela quero te observar, porem sua pessoa construiu uma parede de vidro onde só posso bater, não posso te ouvir e nem ao menos entrar.
Siga em frente sem mim, eu quero dormir essa noite,mas que fique bem claro que eu desejo bem mais que dormir. Tempo de redescobrir eu desejo, levanta venha ver o que eu tenho de novo em mim. Me deixe só, não apenas deixe, tente de novo.
Eu vi, vi o olhar daquela mulata depois de beijar o rapaz, me enfureci ao perceber que era igual ao seu jeito, uma raiva e uma saudade tomou conta e nesse instante eu olhei e vi a estrada tortuosa que percorri sem volta.



3 de ago de 2016

Questões finitas, alegria e babaquice hereditária


Olhe só aquela moça tão cheia de querer, de boa família e se sentindo uma pessoa legal. Irrefutável sua arrogância no olhar disfarçada com uma leve camada de simpatia. Sua família mora em um apartamento de classe media alta, em uma cidade ao lado. Todos com caras de panacas inclusive ela, tão cheia de likes e comentários repetitivos em suas fotos, vejam bem a cena atual da patricinha moderna. Infelicidade também se esconde em seu olhar, afinal ela é maravilhosa ou pelo menos se sente assim. É de rosto muito bonita, entretanto de corpo nem tanto. Agora falando em intelectualidade é algo que chega a ser ate mediano, mas também só por falar língua estrangeira, nada mais de agradável em quem consegue segurar um namorado por incríveis quatro meses em media. Ate que demoram em perceber a baixa qualidade do produto por dentro da embalagem, igual aquele fones de ouvido falsos por 40 reais da Apple, ou tempo suficiente para ela resolver liberar a sua perseguida e todos entenderem como nem isso vale muito a pena, simplesmente chegar e abandonar um barco. Eu nem sei aonde quero chegar na verdade, como Jimmy Gold diz "essa merda não importa, nada nessa merda importa".

Quando perdi a Noção do que importa

Lembro-me como se fosse ontem da primeira vez de tudo, inclusive quando chorei inúmeras vezes no banheiro apos um tempo separado de você. Não se tratava exatamente de saudade e sim culpa. Depois de um bom tempo remoendo a memoria me dei conta de que era mais culpa que saudade realmente era paixão e dor de perda, o motivo do fato era as minhas escolhas que se tornariam hereditariamente mais desfavoráveis com o tempo. Hoje estou bem, mas como eu cheguei ao ponto de chorar daquela forma desesperada sem compreender o porquê? Era simples, eu tinha culpa e nada deu certo e a dor que causei, o tempo perdido, as inúmeras tardes deitados assistindo um filme qualquer e olhando o sol ir embora todo fim de semana pela janela. Não vamos esquecer-nos da grana gasta que hoje em dia esta meio rígida. Te vi sozinha e perdida quando te deixei e nesse desespero se obrigou a se abrigar em outros corpos e nesse instante eu chorei ao saber, porém eu também havia provado de outras flores. Era tudo arrogância e despeito, mas era muito mais triste. você que era minha e eu que era seu se entregando a pessoas vazias. E nesse redemoinho ainda perambulo por alguns jardins. Aonde anda você depois da dor e o mal? Perdeu-se ou se achou?


2 de ago de 2016

Entardecer de Segunda-feira

Olhando para esse céu alaranjado, me lembro das tardes ouvindo aquele álbum que você adorava do Joy Division. Era a trilha sonora daquela tristeza que sentia tao profundamente, mas estava tao entorpecido matando a minha saudade de outro alguém. Que não ouvia os gritos mudos do meu peito. Não entendia que estava triste simplesmente por uma falsa alegria, aquelas letras tristes e arrastadas cantadas naquele álbum "Unknon Pleasures", sentia na pele versos como "Eu, espere por mim!".
Minha escolha que me torturava tão silenciosamente que nem eu mesmo sentia ao certo, a cada céu nublado daquele apertado mês de agosto em que te deixei ir embora, como o fim das musicas entrando em fade out. Eu estou feliz atualmente, apesar daquela decisão não ter feito sentido, pouco depois eu descobri que não levaria a nada o rumo que tomei. Os maiores inimigos são as memórias e por mais que tentem me impedir de escrever eu não vou parar. 
Quase ninguém entende que escrevendo a gente domina as memórias e escraviza a dor, se não elas acabam nos possuindo (pelo menos as pessoas que sentem mais com o coração do que falam com a boca). O que eu desperdicei em você da ultima vez? Sabe... felicidade é um poço que todo mundo possui, eu bebi do seu e muito, apesar de você dizer na cara dura que não foi feliz um segundo ao meu lado, eu sei que é mentira, é claro, não digo isso por pretensão não, sua boca mente, mas seus olhos nem tanto.
Eu to bem e ando bebendo em outros poços, assim como você. Olhando novamente para a janela nessa tarde de segunda o céu não esta mais laranja, a tarde não é mais tarde, agora se inicia uma noite quente. Em meu coração não existe tempestade e divisão, mas existe um poço enorme para quem quiser beber.

22 de jul de 2016

Perdoar alguém tomando chá de camomila

Enfim falarei de você por aqui, eu vou. Eu poderia fazer uma musica, porem não sou tão bom para falar de sentimentos em musicas, o que faço é mais próximo de tentar botar na base do grito algo na mente de quem se recusa a entender nada e que simplesmente acha legal a melodia, coisas que acho que nem entendem e fazem tudo inconscientemente. É claro, isso é apenas o que acredito. Enfim, acho que nem aquilo faço bem, esses dias de trevas por que tem me aparecido tanto? Suas confusões e as minhas se alinham quase que astronomicamente, amiga tenho medo disso e também tenho ate receio de escrever sobre mim ultimamente, imagina só o problema que esse texto vai me dar, não posso mais falar de mim e acho que isso é uma das confusões que você e tende muito bem...
Deixa eu te contar, agora te guardo em um lugar bem mais que especial. por horas tu és minha amiga mas quero-te companheira, sabemos a encrenca de tudo, eu te espero enquanto mexe a cadeira e não demora a me tirar da minha e me levar a uma dança por que "minha" é o pronome que quero te dar muito em breve.
Não vamos falar de amor, muito menos de paixão, deus que me livre, vamos adotar um gostar lentamente e um novo amar por que nesses tempos onde nós nos encontramos o novo é uma saída mais que plausível para minha pessoa, e quem sabe a sua.

.

1 de jul de 2016

O Azul da Rebeldia e o Branco da Sabedoria

Estaria errado se dissesse que preferia não ter a conhecido, por que se não, logo tudo o que eu falarei não faria o menor sentido.

Se existe alguma mulher que me importa é Carola, ela sim é minha rainha, usurpou outros tronos e roubou meu amor. Mesmo roubado me conquistou.
Foi deus.
Como então sua antecessora se tornou uma pessoa tao baixa e previsível, desprezível e detestável.
-R.I.P. Jane - 2014.
-Jane... Ela era bem melhor e maior que isso. As vias se encaixaram e entendi por que as coisas nunca davam certo para nós dois. Ainda me parte o coração as lembranças, elas me perturbam e acho que errei, por vezes acho que fiz certo e nessa lenga, lenga o meu sentimento por ela ligava e desligava, como um interruptor velho que estala ao se mover.
Sabe Ka...
Gosto tanto, tanto, tanto de mim agora e do que aprendi nesse tempo passando por isso, que se voltasse no tempo faria tudo igual.
Eu tenho em mente o seguinte... Se a pessoa quer mudar algo no seu passado, ela não se orgulha de quem é hoje.
Cada um sabe a consequência de cada tropeço no seu destino.Se tivesse ficado com Jane, ainda eu seria como um amigo babaca, e provavelmente a teria traído se transformando em guerra sentimental e sabe lá onde e o que estaria fazendo neste momento, mas creio que não seria nada de bom quanto escrever esse exarticulo.
Ficar com a Carola, reinar com ela, perder um filho com ela e brigar com ela. Tudo me fez evoluir
Ficar responsável, mais sensível, mais duro, ríspido e rude quando preciso, ser direto, como sustentar uma casa, passar perrengue, comprar móveis e imóveis, pagar contas, levar a mulher grávida pro hospital, garantir que não lhe falte nada e Que não se falte também.
No fim das contas Ka...
Essa história não teve um fim em uma mesa de bar com lembranças do passado, ou recheadas de gargalhadas em cima de uma cama de motel aos beijos e abraços, olhares maliciosos, cheios de desejos. Essa historia acabou mal por que começou errado, eu paguei, por tudo, e ela também pagou.
O fim não foi bonito não foi uma escultura. Foram dois ex amantes se surrando com palavras rudes até não sobrar nada e cada um ter a certeza de que o outro não existe mais, nem mesmo o coração em questão ainda sangrava pois não se encontrava mais no peito, ele se encontrava na mão do outro, sufocado por uma mão que já nem o sentia ali presente.
Pois e aqui que se acaba o testamento, Rody e Jane. Eu sem meu topete e ela sem seus longos cabelos negros. O fim de uma história truculenta que se virasse um filme...(talvez uma serie seria melhor.)
Seria campeão de bilheteria.
Seu azul não significa nada, um vestígio do seu vazio tentando ter cor, eu e meus brancos tão originais quanto meu amadurecimento ridículo e superficial.
Eu queria terminar a história com aquela foto enigmática, que ela nuca me passou, mas posso fazer pior e terminar de maneira mais triste, Assim como ela falou.
"Aceite é assim que eu sou agora!"

Agradecimentos a Karene S. D.   


Musica da semana - Elvis Presley - Always On My Mind


27 de jun de 2016

A Sanidade dos Dias

O tempo passa e sua memoria insiste em me cruzar cada verso que escuto e quando novamente escuto aquelas palavras de “Nescau", sinto vontade de voltar ao inicio de nos reinventar, percebo que sempre monto um “agora” que tem aversão a você... sempre eu que monto esse novo “EU”.
Eu quero estar antes do inicio, falando comigo e me mostrando ate o inicio da noite os dois lados, com a luz na janela e os carros indo pra casa.
Um pedaço de mim contando a historia que não aconteceu, e mais uma vez os traços da noite revelam sentimentos cansados como o seu, se  mantendo escondido nas minhas palavras, tão na cara da minha vida. E eu em casa com apenas 19 me ouvindo em uma noite de sexta. Cruzando versos em minhas orelhas em frente a cama que nos enrolamos e como eu queria, mais um enchimento de uma noite perdida.
Continua fingindo que não sente nada? Ou quem sabe o errado sou eu , o céu ainda é azul. Se me pedir e só dizer que eu vou, mas quaisquer palavras escritas pela mão ou coração levanta a cabeça, por hora eu digo nada é justo.
Nada é justo, mas nada foi real? Tudo o que disse de bom, nada é real? Não existe nada em ti, nada em ti?

Depois

A sapidez dos dias que já se foram há muito tempo.
Como prosseguir mesmo tão perdido ?
Tantas aqui que demonstram interesse,
Mas nenhuma para evoluir
Onde eu acho você nesses tempos.
Nunca acreditei tanto,
quando eu encontrar deixo você ir.
Tem tantas aqui que não entendem a extensão do estress,
à um bom tempo atrás eu te vi e você disse que não pode,
mas mesmo assim me beijou,
nos despedimos tão gentilmente.
Mas eu deixei você ir...

Como uma Sombra

Não tem como você ser a sombra daquela pessoa, pois há muito ela se tornou a própria sombra o próprio resto, pela sua própria conta. Há mais de um ano que ela sumiu a ultima coisa que me deixou foi um beijo quente um olhar triste e misterioso, olhando por vezes o chão e por horas fitando os meus como uma garota estrábica procurando algo dentro dos meus olhos, há muito vazios e cinzas.
Ela desaparecera e fora encontrada em um hospital pelo meu plano astral, até nos sonhos desfaz do meu sentimento, até no subconsciente ela consegui ser estupida e impedindo o seu querer. Eu já não sei quem ela é. Como pode você ser a sombra dela.

O ultimo beijo voraz, a sua resistência interna lhe deixou escapar esse apelo, eu nem percebi demorei logos 30 segundos, o tempo dela se mover dentro do ônibus partirem, a ultima vez que fitei seu olhar angustiado e torturado por minhas palavras profanas, agora se resume a sombras. Como pode você ser à sombra dessa pessoa?

Go Ahead

Siga em frente, por que depois de tanto é aqui que eu te substituo solenemente.
Tudo a nossa volta de sonho passou-se para triste. Siga em frente, siga bem, pois mesmo depois do fim eu tentei mais do que deveria, me perguntando às vezes quando essa situação se tornara tão triste.
Cansei de esperar olhando em volta, chega de me repelir agora eu me despido e me despeço de ti.
Não existe mais nada em torno de mim que queira uma razão para ser. Deixe-me sozinho como sempre, só deixe... Viva dia após dia em seu tempo. Redescubra o que vem e levante-se (veja como era divina), sempre o fim vem, alias “ninguém quer ficar” você dizia, mas desta vez, você que não ficou.
Deixe-me só, só deixe e viva em paz como já estava. É o tempo de me descobrir redescobrir e se levantar de uma vez... Já e um novo tempo.

Sempre de novo...

11 de jun de 2016

Céu negro da melancolia

será que a noite naquelas horas de silencio, você ainda lembra de mim tanto quanto eu de você? 
O silencio tem a sua cara. estou profundamente refletindo nessas noites de silencio frio olhando para a lua, ouvindo os carros passarem quase silenciosamente na avenida, ah.. eu estou tão doente agora.
Talvez essa dualidade, ainda habita em mim, é irrefutável o quanto o passado ainda tem aquele ar de ainda não acabou, por partes acho bom e  por outras acho incrível o quão idiota sou. Mas o coração tem lá esses segredos. Eu te odeio, eu te amo, quero você bem distante e ao mesmo tempo quero te ver como se fosse a última coisa que tenho a fazer na vida, eu e meu temperamento....

24 de mai de 2016

A Barca Perdida

Estes olhos de lua tão lindos.
Mentiras, Só mentiras que formavam o "EU" depois de tanto trabalho enfim esta porta fecha. Agora apago a luz do meu corpo tão docemente. 
Você ficou assustada, és tão nova mas me salvou do que nem eu imagino, todo dia assim tomo meu café para depois voar livremente. Você me salvou menina e nem me cabe dizer o quanto. Minha pequena mulher, esposa e mãe.
Acorda acordo do seu lado todo dia e escuto todas as musicas mais incríveis e românticas. Pouca grana no bolso, porém muita vontade de de lutar e o meu impulso é seu olhar, seu amor, seu sorriso e muitas vezes quando minha mão escorrega pelos seus dedos.
Qualquer dia mesmo sem asas vamos voar unidos apenas por um pequeno olhar, e sem ao menos notar.

31 de mar de 2016

From a Buick 8

O garoto fora claro sobre o que queria, justiça lhe seja feita. Pedira com egoísmo puro e transparente dos perdidos e enlutados.
Menos uma vez.
Começara a perguntar por uma coisa do passado... Aí, mudará de idéia. O que era? Tateei e senti que a danada dava um jeito de não se deixar pegar. Quando isso acontece, não adianta prosseguir. Temos que nos afastar e deixar a lembrança voltar a nós por livre e espontânea vontade.

From a Buick 54

É engraçado como o passado às vezes está perto. Às vezes é como se a gente pudesse esticar o braço e pegá-lo. Só que...
  Só que, quem realmente tem vontade de fazer isso?

16 de mar de 2016

Aonde andas, Jessany?

Eu me lembro quase como se fosse ontem, daquela vez que que olhei a primeira vez, o primeiro instante em quebmeus olhos encontraram os seus, tão castanhos e produtos, mas ainda sim com aquele brilho.
Me lembro também de quão surpreso fiquei quando Vieras ao meu encontro juntamente com a Isa. Vocês me olharam e me disseram com um tom desesperado.
-meu... Você é muito lindo, tem uma amiga minha querendo falar com você. - disseram com tom de pressa.
Nunca fiquei tão surpreso, foi a primeira vez que ouvi aquilo, fiquei sem reação.
E após isso nos tornamos amigos, eu te olhava tão docemente.
E agora branquela, aonde anda sua pele branca e seu cabelo cor de vinho. Já faz 6 anos não é verdade?

11 de mar de 2016

Don't make me sad

Eu sinto sua falta, mas eu não vou ligar pra te contar, ou sair por aí sem rumo só pra ver se eu consigo te encontrar. Eu sinto sua falta, bastante ou talvez nem sinta tanto assim. Eu ainda penso em você, mas acho que não te quero mais tão perto de mim. Eu sinto sua falta, mas não é tão sufocante a ponto de me fazer te mandar uma mensagem. Eu sinto a sua falta, ou talvez o que me falte é coragem. Eu sinto que qualquer coisa minha ficou aí com você, mas eu não quero de volta e, talvez você nem queira devolver.

3 de mar de 2016

Latex

Em uma noite vazia os prejuízos são enormes.
Em confortáveis risos e em olhares maldosos.
Amizade é algo estranho e intimidade se torna uma variável ridícula.
Eu não faço parte daqui, eu não quero esses olhares.
Não faço parte dessa ceita então me recluso, gastando o tempo separado que é logo perdido.
Eu tento e insisto, mas meu lugar mesmo e meio sozinho no meu trono com a minha rainha.
Lá bem longe de indiferenças e afins mundanos, sou uma alcatéia de um homem só.
Somente minha família, meu espaço e apenas o que considero meu.

26 de jan de 2016

Era segunda feriado

Cansei e contínuo me cansando dessas epifanias sentimentais, escrever em teclado virtual é um saco tremendo. Me canso e resolvo sair sozinho, costume que perdi ao longo dos anos. me vem várias lembranças quando o sol reflete no asfalto penetrando nas árvores que balançam lentamente pela falta de vento.

Ao contrário de que muitos dizem sobre esquecer o passado, penso e sinto que o passado e necessário, pelo menos para minha pessoa é fundamental. As lembranças dos erros, e nessas tardes olhando para fora da janela vem todo tipo de lembrança, aquelas de décadas ou até mesmo as mais remotas e também as que parecem que foi ontem, como todo ser humano preciso de espaço.

O passado me liga particularmente com meus erros e acertos onde me divido em questões complexas da atualidade, o que fazer? Só tenho a refletir e respirar quando o passado remete a uma simples questão, seguir ou parar, destruir ou reformar.

Na verdade essa saudade que me dá quando chego a estes termos, a estes dias, não é exatamente de alguém que se foi, não são laços perdidos, não são amizades abandonadas, é nada mais que eu. A falta de mim a saudade da inocência, não tenho que lamentar pelo que foi e pelo que vai, sou egoísta a esse ponto e nesta altura. Mesmo inconscientemente pensar só em mim sentir só pra mim, por que no fim sempre sobra o resto de mim e os traços de quem se foi, um rastro de poeira espirtual, de perda de tempo. essa tal saudade de mim mesmo.

Procurar estar sempre certo é um grande problema, todos querem ser corretos e ser cincero, mas quando conseguem isso o mundo te espanca como se não houvesse um futuro. Sempre terá alguém que discorda, e aquela música que há muito não ouço me dizia, "William o mundo não é realmente nada".
Mais músicas mais saudade de mim, não devemos esquecer e nem devemos apagar.

Neste vai e vem percebemos que perdemos o foco dessa andança, perdemos compasso dessa dança, eu já não sei o fim e já não sei a cor, quando se deixa o mal entrar uma vez mesmo que você expulse ainda sim vai restar um pouco.

Todos temos defeitos e pecados, eu traío, bebo, fumo, eu escrevo. O que é mais fácil achar, alguém que aceite os teus defeitos ou alguém que te julque e tente te crucificar? Isso não é nada demais enquanto a brisa quente toca meu rosto, e assim exorcizo meus demônios, acalmo meu anseio, guardo meu lado mau. Por que hoje dessas lembranças só quero a parte branca, um balanço do balanço.

E hoje eu só queria dizer que o dia está tão lindo.