12 de jan de 2015

Gélido

Onde esta seu nome que não esta aqui, onde esta agora? Agora na sua falta não consigo entender, tenho memorias e isso é loucura, você esta nelas como mais uma que passou apenas. O tempo todo que passamos juntos eu tento compensar, tenho memorias e isso é mau. 
Você esta em todas mas não do jeito que queríamos. Garota, aqui dento existia fogo, é verdade sentia isso com sua presença, não te esquecer ao máximo estou tentando, mas algo dentro de mim esta esfriando e de pressa, de pressa. 
Existe um cubo no coração que morava aqui, existe um cubo no lugar em que você morava no peito (estou esfriando, estou tão frio!) tenho sentidos que já não fazem mais, estou esfriando me tornando mais um dos sem corações que por ai andam vagando, olhando parado vejo como tudo mudou e me pergunto outra vez a que ponto chegou e em que ponto chegamos, possuo memorias boas e ruins, só que as desagradáveis estão me consumindo e isso é loucura, quando você precisava baby eu estava sempre de peito aberto enquanto eu apenas precisava que você não estivesse de braços cruzados baby, eu tendo recuperar o que perdi, veja em meus olhos o que eu já não tenho mais e tente me dizer. 

Eu Costumava a ter um coração quente, gata eu persisto mas estou esfriando, estou tão frio e cadê o seu calor pra aquecer o que há aqui, perdido nesse mundo gélido, não quero parar garota venha me esquentar não quero ser mais um apenas, porém ando esfriando e tão rapidamente. Moça entenda que preciso do seu fogo, para aquecer a chama que existe por enquanto ainda em mim.