10 de dez de 2014

Óscar de Otário


Hoje passei em frente a tua casa, aquele lugar onde fiquei muito tempo te esperando para sair, estava cego e comprei seu amor artificial e me deleitei por alguns meses. Tudo falso, seu sorriso, seu ‘te amo’, seu prazer, era somente uma passagem simples, mas como não acredito em passagens rápidas e por fim arrependimento. Arrependo de todo tempo que gastei do seu lado, alguns momentos bons não superam, para vossa senhoria foi tudo lindo e perfeito, porem para mim foi perda de tempo, onde estão seus olhos de atriz amor, quem te fara sorrir? Bem... eu realmente não me importo mais com isso.