30 de ago de 2014

As always...

despised me at the wrong time,
was so kiss me and love me again
lying on my bed, 
but still my heart is open to you! as always...

26 de ago de 2014

Egoísmo

Não aceite o perdão daqueles que você humilhou,
Esqueça do que viveu em mares de amor,
Calaste a boca daqueles que não acreditaram,
Viva e não deixe ninguém viver.

21 de ago de 2014

Música da semana - Como Se Fosse a Primeira Vez



Como Se Fosse a Primeira Vez

Paulo Ricardo


Desde que te conheci
Naquelas tardes vendo o sol se pôr
Que eu procuro descobrir
Novas maneiras de cantar o amor

Sempre tantas emoções
Uma aventura que não tem mais fim
Que eu celebro nas canções
Que eu fiz e que você fez pra mim

Te falei de todos os detalhes 
Do meu ciúme da minha paixão
Minhas viagens pelos sete mares
Começo de um namoro no portão

Te falei dos beijos no cinema
Foi só por isso que eu corri demais
Com a cabeça cheia de problemas
Além do horizonte encontro a paz

A mesma paz que o seu sorriso
Me traz na hora de dormir 
É tudo aquilo que eu preciso
E eu já não posso mais fugir

Te falei dos traumas, almas gêmeas
Na hora de se despedir
Falei de sexo, macho e fêmea
E eu não vou me repetir

E não vou dizer mais nada
Feche os olhos e me beije outra vez
Minha amiga amante amada
O amor faz suas próprias leis
Nos amamos como se fosse a primeira vez

20 de ago de 2014

E Eu Simplesmente Fugi, Porém Permaneço Aqui

Pergunto-me quando foi que meu romantismo morreu e quando passei a primeira vez por cima dos meus princípios, talvez tenha sido quando menti pela primeira vez, ou quando omiti pelos milhares, nas mentiras já não sabia quem eu era de verdade.

E assim fui perdendo encanto, a voz, a escrita, passei a viver por ela, passei a me enganar, passei a humilhar, e comecei a me esquecer de mim o real eu, criando assim mesmo que bem aos poucos uma nova imagem, uma emparelhada miragem uma copia do mal com aperfeiçoamentos. Uma alma penada enganadora e mentirosa, pretensiosa e arrogante.

A queda sempre e muito grande, o erro um belo dia se torna a solução, a programação do meu ser se superou, de destruindo e me destruindo de uma forma, nessa época o corpo dominava a mente, perdi vontade perdi carinho, não sabia mais ser carinhoso.

Passou pouco tempo e aprendi a ter tudo de volta o carinho o calor, o amor e tudo isso para alguém que em tão pouco tempo tentaria me derrubar, rejeitando assim meu desajeitado modo de rearmar, era como uma broca na fina folha de gesso, tudo dizia para embrutecer ser aquele androide arrogante de novo, em tão pouco tempo acumulei tanto pra dar, tanto amor tanto carinho, não jogaria isso fora para um mundo de mentiras e amores de uma noite regada a sexo apenas e uma cama e uma vida vazia no fim das contas.


E assim permanece tudo aqui, insisto solenemente nesse amor o ultimo que restou. Sim! Aquele amor o qual guardei e escondi do vendaval, não tenho mais o que sentir, não tem que dividir sentimentos, sim, tudo é solene a esse amor, o novo, o ultimo, amor o que guardei só para nós dois o que no qual insisto ofegantemente, e que há de se tornar o maior de todos.

Era simples...

Acordar cedo depois de dormir muito tarde.
-vamos lá, levanta dai amor, tenho que ir já são 10!
- ah deixa eu dormir mais um pouco.
Como aquela vez que eu olhei a garota tocando violão...
Aquela vez de tantas vezes onde não percebia o mal que fazia,
Sou agora uma sombra medonha de palavras vazias.
Antes as palavras que o peito seco e vazio ao pó.



15 de ago de 2014

Os De alma bem pequena


Hoje acordei tarde, não esta um dia muto bom, não estou tao feliz, comecei a assistir algo qualquer na TV sobres os motores novos da Porsche, e meu pai de folga me dizendo bom dia, não respondi, era 1 hora da tarde, me olhei no espelho e vi algo assombroso, o resultado de todas as batalhas épicas o cansaço de tudo, de tanto lutar por algum amor, por algum espaço. Assim se repetiu a onda de desamor, assim como uma sombra a minha imagem se voltava a mim alguns anos antes, e vários lados sombrios reapareceram, o vazio da lua, a solidez de 900 dias, a chama do amor verdadeiro que queimou em trevas, e teve também a ilusão do amor falso, ainda apesar existia uma luz, meu deus, bem acessa no fim das contas. Algo mudou assim como a água virou vinho o que antes era a treva agora se tornou a fênix ao lado de uma rara luz, o terá em breve mais uma de amor, ou mais um fim? Sempre vejo também um mendigo carente esmolando por paixão, esmolando por amor, sempre um ponte para outro, e me disseram "As respostas para as suas maiores questões, estão enterradas dentro de Você". E nesse vai e vem os dias são todos iguais, a vida e toda igual, eu nunca pensei dessa forma e isso me tortura porque o mundo me cobra ser igual, e veja só, não tenho quem amar, me falta dinheiro, que diabos e isso?
a Sociedade vai moldar seu status, a religião vai tentar te empurrar os pecados definindo assim para onde você vai no fim das contas, e insiste em dizer sem provas de onde viemos. Diferente do mundo apesar de tudo no espelho ainda vejo também o meu olhar de criança ele ainda não se ofuscou.
Sou eu mesmo no fim das contas, mas se dizer que sou o mesmo estarei mentindo. Venha logo, já esperamos demais

14 de ago de 2014

Diário de um Presidiário Livre

acho que vou falar das mal comidas, arrogantes e amarguradas com a vida...

O Capitão

e a vida cada dia nos ensina coisas novas, imaginem um senhor de 70 anos o que não deve saber, e assim avistei o capitão, o nosso senhor de barbas brancas bem baixinhas andando com seu sapato branco que aparentava não ser limpo há tempos, com seu relógio de ouro, sua calça e aquela bolsa e a sacola que a nação nos cobra a cada dia mais e mais.
E assim me tornei Soldado das suas armas, armas da vida, que assim como ele desejo entender.

Ambíguo?

E quem vai me resgatar? Quando eu estou aqui agora, e vivo em um negro coberto por sombrios antigos corações, mas você pode jogar agora com meu sonho, e estou ficando louco, me lembro dos discos das danças, e eu tento mas esta difícil e em minha falta fica tao difícil, em sua falta pior ainda mas estou aqui cade você, e o tempo passa rápido eu tento mudar o jogo.
 Pois eu posso criar, estou perdido quem ajudara esse espectro que procura uma família nesse desafio, entretanto essa miséria fica cada vez mais difícil, em minha falta piora, tento sempre me seguir mas me sinto perdido, venha me seguir enquanto a neve cai, me pegue agora, não deixemos acabar o jogo dessa vez, não e comigo eu tento me ver livre e acreditar que posso viver nesse mundo, comigo e você linda mente, a linda que mente procurando chegar em um lugar fácil. Tento e parece difícil, em minha falta onde estou perdendo tempo com quem não me quer seguir. Venha me salvar eu permaneço aqui exatamente onde parei agora!

13 de ago de 2014

O Entendimento

Por que sera que após tudo não me embruteci, não esfriei o espirito e nem o coração? Voltei com mais amor e intensidade, isso dado a pessoas que não corresponderam ao tal sentimento, por vez ainda acredito que recipientes pequenos sempre transbordam ao excesso. Por onde andei é uma pergunta realmente muito difícil, agora onde estou? Não estou mais perdido sendo isso que acha, Segundo o destino está tudo dando certo, o tempo passava e eu escondia essa vontade de você.
Agora sei onde exatamente quero chegar, onde preciso estar, passei pelo inferno e quase morri afogado, não e hora para mentiras meu bem, só podemos nos entregar de forma correta e honrosa, não as escondidas com direito a depressão nas linhas de amizade. Algo incomum aconteceu como se o traco que nos separava houvesse ficado intenso para agora se tornar inexistente o que nos separa agora? O frio ou o calor?
Alias algo nos separa apos tanto tempo, desencontros e reencontros, amor e decepção, mentiras e a mais pura verdade? Por que não limpar a sujeira e recomeçar de cabeça erguida com bastante pundonor para os dois.

11 de ago de 2014

O Tempo e a Felicidade


Estava em meu quarto escuro, sonhando acordado enquanto jogava meu vídeo-game emulado dos anos 90 no desktop, e discutia sobre felicidade em uma outra janela. Percebi que a felicidade não existe, sim ela não existe, então passei a acreditar em momentos de felicidade. As brechas nesta falta de momentos felizes que causa destruição, traição, perda de lealdade e infidelidade e outras coisas que arruínam o bem estar de muitos.
Lembrei me que estava jogando e não estava em um momento feliz, eu não estava sorrindo e nem animado, me lembrei de quando tinha Cinco anos de idade em um flash de memória, quando eu era um molequinho e ficava jogando esses jogos com meu pai, a gente até chegava a brigar… percebi que o tempo levou isso de mim, cada vez mais meu pai não tinha tempo pra mim, por que eu era a sua responsabilidade e ele tinha que estar sempre trabalhando, e eu ia crescendo e sempre na escola. O tempo passou hoje tenho Vinte anos e agora jogo sozinho meu pai envelheceu um pouco e a cabeça mudou, raramente agente joga uma partida juntos.
Outra coisa que se foi, a minha primeira namorada, a primeira que realmente contou como alguém na minha vida a dona Matos, eu embruteci com uma pessoa que amava demais, eram momentos de muita felicidade, mas quando estes mesmos acabavam eu só pensava em ir embora conhecer outro alguém, na minha cabeça era a melhor forma, a forma mais egoísta, eu era sim feliz pois os momentos de felicidade eram intensos, não constantes, mas intensos demais, fui embora e percebi que não era tao feliz assim sozinho, deixei na tristeza quem me amava, dei infelicidade como moeda de troca para os momentos bons, dei frieza para pagar os momentos de amor, mesmo assim fui embora, tentei voltar atrás, mas cristais não se colam.
Não contente em ficar só fui arrumar um outro alguém, porem fui intense demais e não retribuído, os momentos de felicidades eram raros que o amor na realidade nunca apareceu, porem aconteceu, tudo sem alma e eu insistia, eu lutei ate onde deu, ate onde consegui, mas como fui embora friamente uma vez, desta vez se despediram friamente de mim…
O que é a felicidade para você? O que foi a felicidade para você, você tem tido momentos de felicidade? E por que não...
Porque não tentar de novo, procurar novos momentos de felicidade...

8 de ago de 2014

Novamente...

Não quero parir, mas terei que lhe deixar meu bem, me entreguei demais e lhe dei todas as fichas nesse jogo insano chamado amor, por fim mesmo assim perdi, quando será que terá continuidade. Sou desses bestas que acredita que tudo tem continuação, acho que por isso sempre consigo sofrer um pouquinho mais, enfim sempre serei assim, to aqui de passagem.

2 de ago de 2014

Desconhecido

Ela procurava o príncipe. 
Ele procurava a próxima. 

Ela olhou pros olhos dele.
Ele olhou para bunda dela. 

Ela queria O.
Ele queria UMA. 

Ela queria com amor.
Ele queria facil. 

Ela achava que ele era o cara certo.
Ele achava que ela era boa. 


Ele descobriu que ela era ÚNICA . 
Mas foi tarde* demais, 
Ela descobriu que ele era só MAIS UM.