30 de jul de 2014

As companhias do Mundo Restrito

O que procuramos a noite em mentes vazias, em bocas vazias... a azia da alma, a falta de companhia, a procura em beijos secos sem sentidos, em abraços apertadamente sufocantes, em incompetência de contato de espirito. Nada nesse mundo sacia essa saudade essa solidão.
Aqueles momentos em que nos sentimos completos por instantes mas, e só pensar na pessoa que já esteve do nosso lado, sim você tem alguém sim que sente falta, não importa quem esteja do seu lado ainda resta um vazio... a saudade não e uma felicidade morta, é caminhar de certa forma sozinho, porém não completamente vazio.