4 de abr de 2014

Sempre Amei Falar

"Não se cale, por favor" Antes de começar deixe-me limpar a minha mesa, essa bagunça atrapalha meu ar. minha lapiseira de escrita rachou, a aliança quebrou, acho que em outro plano alguém quer me dizer algo, isso não vem ao caso.
fico triste quando tudo sai do controle, ninguém ousa se aproximar, os "oi" são ditos de longe e tão cinza e sem sal com um ar de obrigação e ai tudo forma um peso a mais em sua cabeça, com todo o cansaço e de corações partido, ainda tem mais essa.
 Entreguei-lhe um fragmento do meu coração e ainda sim fiz as escolhas erradas, pobre de nós dois se amando tanto e sofrendo tanto, por que isso? Tenho certeza que é culpa da minha incapacidade de deixar, você me admira tanto e lhe causo tanto mal, me admirei tanto com agente, algo que nunca senti, algo puro fogo e carinho.
Quando decido falar que você é quem me faz sentir, me faz acreditar em mim mesmo, me faz um bem, antigos amores que me desculpem.
Agente começou sob circunstâncias erradas aos olhos dos outros, mas como digo sempre, foda-se os outros, quando o coração quer não existe nada errado nisso eu tenho muito pra se desculpar, talvez você nunca me perdoe.
Quando me calar, Preocupe-se...