11 de abr de 2014

Sem Mil

Existem aqueles dias de merda aonde nada vai bem, e ainda para dar potência a putalização dos momentos, nada na vida vai bem. O real nível do problema se demonstra quando agente não acredita mais no amor, mesmo por saber muito bem o que é paixão, estava pensando hoje que talvez nunca tenha amado de verdade, a paixão é mais forte, mais intensa.
Quem poderá dizer que estou errado? Eu não sei o que é amar. Existe também a definição do amor de mãe, aquele sim dá para acreditar... Ou não. Sabe estas mães desnaturalizadas, pobres almas que abandonam seus filhos, agente acredita muito no amor de mãe, e quem não tem esse amor para acreditar? Cada vez mais a humanidade caminha para a falta de amor, falta de esperança, agente nem tem amor, porém e entretanto temos a paixão.
Paixão aquela que derruba grandes homens e fazem mulheres parecer qualquer uma. Paixão é mau, é dor é sangrar sem feridas, dizem também que paixão é parte do amor, olhe só eu que nem sei o que é esse tal de amor, e se paixão faz tudo isso imagine só o que esse “amor” faz.
Sou movido a paixão, cem por cento, acho que o amor me acomodaria, eu não iria conseguir escrever (lembrando que nunca amei), não deixe de amar nunca, e olha se apaixonem sempre que puderem e muitas vezes mais, por que a vida é curta...
Beijos fui!