4 de jul de 2012

Lua Cheia do dia 7


         Ô se me lembro a graciosa lua a cumprir meu desejo desesperado, me surpreendi ao acreditar no que estava por vir ao dia seguinte, me vi completo e feliz, em menos de vinte e quatro horas, mal eu sabia que tudo estava perdido, se fiquei cego?, se perdi sentimento?, ou mudei me apenas.
Ora como pode algo tão bonito e simples esconder segredos tão grandes como a própria imensidão do olhar, me deixei junto ao meu coração e desejos em uma caixinha chamada espera, apenas aguardando te, e assim se foram três semanas, a lua já havia deixado o seu contemplar dos amantes, me vi então sozinho e decidi então por assim mesmo, permanecer a só.
         E olho agora as luas cheias, e é tudo tão estranho, parece que a lua me olha com olhar de desaprovação, ou me faz gracejos por ter feito certo, entenda-me lua dos amantes, deslumbrante rainha da noite, para mim já deu, meu coração anda congelado, mas está pronto para voltar a bater.