17 de mar de 2012

Véspera de alguma coisa


   Quando eu te conheci, não pensei que iria chegar a esse ponto, tantos abraços elogios e todo tipo de carinho, não fazia a mínima ideia de onde iria chegar.
   Já faz um tempo que não nos vemos, e a saudade mata aos poucos, mas no meu caso se fosse só saudade esse mártir seria menos doloroso, meu amor. Você conquistou tanto espaço em tanto tempo e agora sou escravo do seu cheiro, seu abraço, sorriso, de você!
   Gostava quando agente conversava sobre nossos antigos relacionamentos complicados somos dois filhos da ilusão e sofrimento, porem somos os mais sábios dentre eles. E aqui estou escrevendo com um calor e o gelo na alma quando me lembro do tempo que passamos separados, porém, entretanto talvez amanhã vá muda o nosso destino.
   Pode ser tudo em vão o que ando fazendo, mas por você... Sempre tive seu carinho e sua amizade e doía quando falávamos de casos antigos e escondia para você não perceber. E realmente menti quando disse que de você não poderia ter mais nada. Um beijo era o que realmente faltava, mas amanhã irei deixar em tuas mãos, todavia decida o que quiser.
   Amanhã serei só eu e você.